Divagações sobre o que passou e o que virá

31 de dezembro de 2010

2010 já se foi, chorei muito e sorri pouco, ouvi muito e falei pouco. Pensei mais do que agir. Tive sonhos, mas os pesadelos foram constantes. Disse muito “eu te amo” e ouvi em troca “você me tira a paz”. Rompi laços familiares e de amizade também.
Em 2010, perdi minha formatura, o Enem e o vestibular, mas ganhei uns pés molhados pela imensidão do mar. Queria poder apagar 2010 da minha memória, mas é impossível, não se cura uma ferida aberta tão facilmente, principalmente, quando são várias.

Não tenho nenhum lembrança boa, portanto, esperar que o próximo ano chegue logo não é pedir demais. Aliás, pedir a quem? A Deus? Não. Em 2010, não pedi e nem agradeci, não sou hipócrita. Deus para mim é sagrado demais para ser perturbado toda hora.

Antes que se cansem de ler minhas lamúrias, alegro-me(vos) com minhas promessas e desejos.
Em 2011, eu quero esquecer mais do outro e olhar mais para mim, isso, serei sim egoísta, viver para o outro e ignorar a minha própria existência não dá mais. – e eu sei que consigo isso.

Deixarei minha monstruosa timidez de lado e farei amigos, mesmo que sejam de ocasião.
Não prometo, mas me esforçarei muito para aprender matemática. Estudarei o máximo que meu corpo permitir, ainda não desisti da minha faculdade, nunca é tarde para se alcançar um sonho.
Comprarei livros em 2011 e lerei todos os comprados em 2010.

Darei mais carinho ao meu cachorro, eles não traem e não mentem.
Em 2011, eu quero ouvir mais “eu te amo” e, no silêncio de minha resposta, tentar entender por que se diz “eu te amo” sem viver o real significado dessa palavra. Mudarei minha atitude com Deus, não pedirei, mas agradecerei o nada, o pouco ou o muito que Ele me conceder.
Em 2011, prometo escrever menos coisas depressivas no meu blogue e comentar mais no blogue de meus seguidores e não seguidores também. Em 2011, se o tempo permitir, realizarei o desejo de participar do Rock in Rio e assistir incrivelmente feliz ao show do Coldplay, será megainesquecível.
E, para finalizar, em 2011, eu prometo e anseio ser muito feliz, independente de qualquer coisa.

7 comentários:

Luísa Chaves opinou...
Nossa, meu 2010 também foi horrível!

E quero desejar a você um ano maravilhoso e com várias realizações.

Tô seguindo, ok? bjs
Nathy opinou...
Feliz 2011! Que cada desejo seja realmente relizado no tmepo certo! ;)

Beijos!!!
Maria Eduarda opinou...
Você parece decidida do que quer. E isso é bom.
Maria Eduarda opinou...
Você parece decidida do que quer. Isso é bom.
Rebeca Rocha opinou...
2011 será o nosso ano.
Pensamento positivo e determinação.
Boa sorte na sua caminhada.
Clara opinou...
E eu desejo que 2011 te dê toda a felicidade do mundo, sempre. =*

Beijos florrr
Clara opinou...
Moça, voltei com o nome antigo do blog.

http://meucadernorosa.blogspot.com/

Beijosss