Thor

5 de março de 2011

Eu o desejei por muito tempo. Desde minha última experiência, eu a classifico como traumática, porque eu nunca esqueci a forma como ele foi tirado de mim.

Depois de anos desejando outro não para completar o vazio deixado pelo anterior, mas para viver comigo o que não foi direito do outro. A possibilidade de tê-lo me foi dada. E eu o quis.

Ele chegou e me cativou; tomou toda a minha atenção para ele, dia e noite fazendo suas vontades e corrigindo os seus erros ou traquinagens de seu instinto, foram tantas que eu nem sei ao certo.

Foram três meses de risos e de raivas; porém, do jeito que ele chegou, também se foi, inesperado.

A primeira perda do ano, as lágrimas escorrem no meu rosto toda vez que eu lembro dele, porque é impossível não lembrá-lo, ele era a minha sombra, a carinha dele olhando para mim, pedindo carinho, a euforia dele toda vez que eu abria a geladeira - queria sempre o gelinho dele para refrescar a boca.

Quando, no silêncio do dia ou da noite, principalmente, eu escutava o seu choro num sonho que eu nunca vou saber qual era. O meu coração apertava, pois eu não queria nada de ruim para ele nem em sonho.
Cada parte da minha casa me lembra o Thor, eu sei que daqui a pouco eu não vou mais chorar, a dor vai diminuir, mas a lembrança do mais meigo e mais peralta de todos os cães, essa ninguém poderá tirar de mim.

Quando estamos com nossos cães,
não há espaço para a solidão de
espírito. Temos uma relação.

5 comentários:

Fernanda opinou...
Quando nós temos um companheiro assim entendemos porque dizem o cachorro é o melhor amigo do homem, né? Eu tenho um aqui em casa, já deve fazer uns dois anos, e sou completamente apaixonada com ele (eu e todos aqui em casa, rs )s2 Entendo como vc se sente... Já tive dois cachorrinhos antes desse, e bom... Tenho certeza que vamos continuar a guarda-los no coração, não é mesmo?. Tá lindo o blog, bjs
Clara opinou...
Nem sei o que falar.. meus olhos encheram de lágrimas aqui.

='(
Camila opinou...
Ah Mony, fiquei triste lendo isso.
Pareceu tão verdadeiro...
Espero que logo passe essa dor que
deve estar sentindo, que fiquem apenas boas lembranças...
Dani opinou...
Linda, não fique assim...
É triste perder um miguinho assim mas, bola pra frente tá?!
Amanda Lemos opinou...
Muito interessante o blog !
Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir...;

www.bolgdoano.blogspot.com

Muito Obrigada, desde já !