Minha vida com você. Cinco anos nos unem.

16 de maio de 2010

Eu sempre lhe falei que acredito que nossas vidas estão escritas em algum lugar com hora marcada para todas as coisas. No meu primeiro dia de aula com você, eu tive essa certeza, a certeza de que cedo ou tarde as nossas vidas se cruzariam bem além da uma sala de aula.

E foi o que aconteceu, o fato de você me escolher para ler aquele poema ("o amor é fogo que arde sem se ver; é ferida que doi e não se sente; é um contentamento desconte; é dor que desatina sem doer") em voz alta para toda a turma ouvir não foi em vão, não foi porque eu sentava na frente como uma aluna certinha e cdf, foi porque, em algum lugar, onde as forças estavam ao nosso favor, decidiram por te colocar na minha vida.

O tempo passa, você vivendo a sua vida e eu vivendo a minha, você com as suas paixões; e eu com as minhas. Em um sábado bem cansativo para mim, pois tinha chegado do trabalho e ainda tinha que cumprir minhas obrigações na igreja, o telefone toca e eu fui incrivelmente surpreendida por tua linda voz ao dizer: "eu sou apaixonado por você". E em nenhum momento eu achei que fosse trote, porque parece que eu sabia que isso aconteceria, eu nem quis saber como você conseguiu o número da minha casa, porque nada além de eu viver aquele momento importava mais.

A partir daquele telefonema, as nossas vidas, e creio que, principalmente, a minha, tornaram-se um mar de inquietudes, vivemos o que tínhamos para viver até o momento de nosso amor se transformar em um grande (des)amor.

Nós sofremos muito para ficarmos juntos, e como sofremos, eu tive de abandonar muitas coisas para ficar com você, briguei com amigos, com a familia, lutei até contra Deus -uma luta meio em vão -, mas eu precisa tentar, viver esse amor, eu precisa tentar, sair do meu mundinho fechado onde tudo que eu vivia era previsível.

E o amor que você sente por mim há 5 anos é a recompensa de todo o meu sofrimento e dor, afinal, passar quase uma semana sem comer não é fácil. Mas sabe de uma coisa? Eu faria tudo de novo se fosse preciso. Mas a nossa história não é só isso. Só quem a conhece com intensidade somos eu e você, ninguém mais pode dizer isso ou aquilo, porque tudo que falarem é pouco diante do muito que nós temos e vivemos e somos um para o outro.

Cinco anos... já passamos por tantos momentos bons, viagens, risos, brincadeiras, descobertas, sonhos, planos, realizações. Mas em cinco anos também cabem momentos ruins, doenças, dor, medo da perda, brigas, pessoas que não gostam da felicidade do outro, inveja, mentiras, fofocas, enfim....

Ainda temos muito que viver, promessas ainda precisam ser cumpridas, palavras precisam ser ditas, momentos que ainda viveremos juntos. Hoje, o que eu sinto por você é mil vezes melhor do que eu sentia há cinco anos. O frenesi do início tornou-se essa calmaria do presente, você é o melhor momento da minha vida, você é a minha vida.

Mas esse é só o começo de uma grande história que eu quero vivê-la por muitos e muitos anos. Teremos um filho, que será o fruto do nosso amor e será o bem mais precioso que você pode me deixar ou que eu possa te deixar, afinal, a vida gosta mesmo é de surpreender, não é mesmo?

Cinco anos... te amando cada dia mais!

8 comentários:

Mariah opinou...
que lindooo!
Clara opinou...
=O

Que declaração linda!
Imagino os problemas que vocês podem ter passado! Mas o mais importante são as superações e o defecho!

Achei lindinha a história de vocês! Que continuem felizes!!

Bjooos
Rebeca Rocha opinou...
Que lindo *-*
Desejo toda felicidade do mundo para vocês dois!
Jamylle Carvalho opinou...
meeeeus Deus =O
que perfeito, muito lindo!
a história de vcs é incrível.
espero que um dia eu encontre a metade que me falta, rs *.*
adorei!
Mone Laudelino opinou...
Simplesmente Lindo.

Parabens pra vcs.

Que Deus possa estar abençoando essa união de vcs cada dia mais.

Bjinhos...
Mone Laudelino opinou...
Tem um selinho pra vc no meu blog.

Bjinhos...
Rafaella Magalhães opinou...
Lindo, lindo.. fui aluna do Aldo e em suas palavras, seus contos, e o teu proprio nome "Mony" que saia da boca dele se esvaia em amor, os olhos ardiam de ternura, doçura, brilho. Todos da turma sonhavam juntos...
Rafaella Magalhães opinou...
Lindo, lindo... fui aluna do Aldo, e cada conto, cada pedacinho de sua história, até mesmo seu próprio nome "Mony" que saia da boca dele se esvaia em amor. Os olhos ardiam em doçura, ternura, brilho. E todos suspiravam juntos. Em uma sala de aula.

Felicidades!