A espera

22 de outubro de 2010

E de repente, do momento de saudades e lembranças, fez-se o silêncio do inesperado.
O que houve?
Parece que nada mudou.

4 comentários:

Fernanda Zanol. opinou...
Não sei bem porque, mas me identifiquei com esse post. Adorei.

beeijão!
Clara opinou...
o.o ?
Karen Vieira opinou...
é mt díficil esperar.
adorei o blog, tô seguindo, nova leitoraa !

P.s: Estou seguindo.
bjuuuus
Sheila opinou...
mesmo que a saudade e certas lembranças venha te atormentar, nada vai mudar o qe ja passou...

lembrei de certas coisas agora, qe me fizeram arrepiar rs

adorei o texto. beijo