Ler, ler, ler

22 de março de 2010

"Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não leem."

Mário Quintana

Eu sempre estudei em escola pública. Graças aos meus pais, principalmente à minha mãe, eu sempre tive acesso à educação (limitada), mas sempre fiz por merecer o título de uma das melhores alunas da turma. Filha mais nova de pais semi-analfabetos, hoje eu sei o que a minha mãe sempre teve vontade da saber: LER.

Mas, como a minha mãe ainda tem suas limitações, falar para eu estudar sempre não me foi o bastante, eu precisava de livros, e não os tinha.

Lia basicamente os que eram passados na escola. Sempre tive um gosto pela leitura, que se aprimorou mais ainda quando conheci meu professor de português e de literatura na metade do segundo ano do ensino médio. Ai,ai...

E depois eu fiquei mais próxima ainda da leitura porque eu me casei com meu professor de português e de literatura -hihihihi.

Bom, a verdade é que ninguem precisa se casar com um professor para poder se deleitar na leitura. Eu sinto por eu não ter crescido em volta dos livros, vim começar a ler os não didáticos por volta dos 15 anos de idade e, desde então, a leitura vem fazendo parte da minha rotina, confesso que alguns eu não entendo e tenho de voltar e refazer minha leitura, mas eu não me sinto diminuída por não entender. Afinal conhecimento se adquire ao longo da vida.

Para a idade que tenho, li poucos, mas tento recuperar o tempo perdido sempre que posso lendo pelo menos duas vezes ao dia.

Há quem diga que detesta ler porque é cansativo ou acha chato, que dá sono ou até quem diga que ler não está na moda. Pois saibam, ler não é apenas mergulhar em uma história passada verídica ou fictícia, quem lê adquire conhecimento, a leitura favorece a escrita, a boa dicção, consegue argumentar de maneira entendível, enfim, são vários os benefícios da leitura.

Adquiram o hábito de ler boas coisas e coisas ruins também, mas saibam tirar proveito de tudo.

Devoremos os livros para que a vida não nos devorem primeiro.

2 comentários:

Rebeca Rocha opinou...
Não casei com um professor de português mas o namorado que tenho também incentiva a leitura! rsrs
Ler é bom. Bom até demais!
Jana Barreto opinou...
Nossa, que interessante! você acabou unindo o útil ao agradável. rs
Muito linda sua história. Ler eé importante e ter alguém pra nos incentivar é uma delícia. ^^

Beijinhos!